Como as eleições americanas podem facilitar um acordo Brasil-UK

acordo Brasil UK

Além de impactar as políticas da China, as eleições americanas também podem trazer uma boa oportunidade para a economia brasileira. Isso porque, caso o atual presidente, Donald Trump, não consiga se reeleger, o Brasil terá um caminho mais fácil para fechar um acordo comercial com o Reino Unido (UK).

Há dois motivos para tal análise. Em primeiro lugar, é de conhecimento geral que o presidente Trump já anunciou o objetivo de fechar rapidamente um acordo com o governo britânico, uma vez finalizado o atual período de transição do Brexit.

Esta opção americana é muito importante para o Reino Unido, principalmente, se a União Europeia não conseguir chegar a um acordo comercial com o Reino Unido rapidamente.

Sem ou em dificuldades para obter um acordo com os USA, o UK terá de buscar novos parceiros comerciais e o Brasil deveria estar preparado para ser uma das opções, buscando fechar um acordo rapidamente.

Segundo, existe também o fato de que o candidato democrata à presidência dos Estados Unidos, Joe Biden, não parece disposto a buscar um acordo comercial com o país a curto prazo. Diante a estas circunstâncias mora uma oportunidade para o Brasil.

Acordo entre Brasil e UK vai contra o protecionismo

Embora o atual governo tenha concluído negociações comerciais com a União Europeia, muito pouco foi feito em termos de reformas no que tange à política comercial brasileira. Logo, este acordo e vários outros ainda aguardam serem ratificados pelo Congresso.

Além disso, um novo e rápido acordo de livre comércio seria importante para o Brasil. Tanto porque representa um movimento pela abertura da ainda protecionista economia brasileira quanto porque mostraria que o nosso governo não perdeu o apetite para reformar e modernizar o país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *