Retomada econômica: o terceiro trimestre de 2020 da economia do Espírito Santo

Espírito Santo terceiro trimestre

O Produto Interno Bruto (PIB) do Espírito Santo no terceiro trimestre subiu 10,3% em relação ao período de abril a junho considerando ajuste de sazonalidade. Isso aconteceu apesar da queda na demanda por produtos não essenciais, assim como por combustíveis e transporte público. Os dados são do estudo Panorama Econômico, realizado pelo Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN).

Graças à maior liberação das atividades antes com maiores restrições, após desaceleração do número de casos, a retomada econômica se intensificou neste trimestre, mesmo que ainda presente certo grau de volatilidade.

Por esse motivo, o gráfico a seguir mostra que a economia capixaba se recuperou melhor do que o país no terceiro trimestre. De julho a setembro, o PIB brasileiro teve elevação de 7,7% no mesmo período. Já na comparação anual, houve queda de 4,6% para o ES e de 3,9% a nível nacional.

Vale ressaltar que no acumulado do ano, ainda há recuo da economia capixaba de 7%, ainda apresentando retração em três das quatro bases de comparação temporal, com maior peso na queda da indústria geral e nos serviços, mas havendo expansão no comércio varejista. Isso evidencia que a retomada econômica ainda está no início.

Por fim, o PIB capixaba foi estimado em R$ 35,2 bilhões no terceiro trimestre de 2020 e um acumulado de R$ 137,9 bilhões nos últimos quatro trimestres. Confira o desempenho de cada segmento da economia do ES.

Agricultura do ES

De acordo com o Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), do IBGE, o café conilon, que respondeu por 48,1% da produção agrícola de 2019, deve ter uma safra neste ano -12,1% inferior à do ano anterior, com 560 mil toneladas. O destaque de queda neste quesito foi o município de Marilândia, seguido por Linhares e Rio Bananal.

A maioria dos municípios, os quais tiveram redução de safra, destacam o estresse nas plantas neste ano devido à elevada produção de 2019. Isso além das condições climáticas desfavoráveis em algumas regiões.

O café arábica teve crescimento de +42,9% no volume em 2020, com influência de cinco principais municípios: Iúna (14,56%), Brejetuba (13%), Irupi (8,97%), Muniz Freire (6,68%) e Ibatiba (6,66%). 

Após, a Banana teve crescimento de +2,9% no volume do estado, seguida no ranking do valor de produção agrícola de 2019 pelo mamão, que obteve crescimento de +8,9% no volume para 2020.

Os próximos no ranking são: pimenta-do-reino (+7,9%), tomate (-11,2%), cana-de-açúcar (-6,9%), cacau (+2,8%), coco (+0,8%) e abacaxi (-16,2%).

Houve crescimento das exportações do agronegócio capixaba no total foi de +8,7% em relação ao trimestre anterior, sendo o café o principal produto exportado, seguido por celulose e especiarias.

Por fim, a participação do agronegócio nas exportações do estado foi para 31,7% no terceiro trimestre de 2020, ante 10,9% no terceiro trimestre de 2019.

Indústria no ES

O volume de produção industrial no Espírito Santo no terceiro trimestre de 2020 recuou -12,9% na comparação anual, superior à queda registrada no Brasil, de -0,6%.

Na variação acumulada em quatro trimestres, o ES também apresenta queda, de -19,3%, ante -5,5% à nível nacional.

Os resultados negativos na comparação com o mesmo período do ano anterior se deram principalmente na Indústria Extrativa (-30,3%) e na Metalurgia (-22,5%). Já nos dois primeiros trimestres de 2020, as principais reduções ocorreram nos segmentos de minérios de ferro pelotizados ou sintetizados; óleos brutos de petróleo e gás natural; e de produtos siderúrgicos, com a queda do ritmo de produção.

O resultado da indústria capixaba em geral foi negativo, mas o resultado da indústria de transformação foi positivo. Este engloba os segmentos de fabricação de produtos alimentícios, celulose, papel e produtos minerais e não metálicos.

Por fim, no acumulado do ano a Indústria Geral teve recuo na produção de -18,0% quando comparado ao mesmo período do ano anterior.

Comércio no ES

O volume de vendas do comércio varejista capixaba cresceu +10,4% no terceiro trimestre em relação ao mesmo período do ano anterior e +2,5% no acumulado do ano, sendo este o segmento que puxou a retomada econômica.

Enquanto isso, a receita nominal do varejo foi elevada em +13,3% na comparação interanual e +4,8% no acumulado do ano. Assim, houve uma recuperação, tendo em vista a reabertura gradual do comércio, assim como o aumento de renda devido ao auxílio emergencial.

Por outro lado, na comparação entre estados, o Espírito Santo ocupa o 7° lugar no que se refere ao volume de vendas do comércio varejista.

O volume de vendas ampliou-se em seis dos oito segmentos pesquisados na comparação anual, com destaque para materiais de construção (+103,6%).

Serviços no ES

O volume de serviços no estado teve queda de -9,2% na comparação interanual, sendo aqueles prestados às famílias o segmento mais impactado, com queda de -42,2%. No indicador acumulado em quatro trimestres, o volume de serviços apresentou recuo pelo terceiro trimestre consecutivo, de -5,4%.

Dessa forma, o estado ocupa a 11ª posição no ranking das Unidades da Federação em volume de serviços. Em suma, apenas dois estados apresentaram desempenho positivo no período registrado.

Além disso, a receita nominal de serviços apresentou queda de -9,9% na comparação interanual, enquanto houve queda de -5,3% na receita nominal acumulada em 4 trimestres.

Comércio exterior no ES

O comércio exterior do Espírito Santo sofreu queda de -8,79% na comparação com o trimestre anterior e de -26,17% no acumulado do ano. Isso se deve à queda de -17,44% nas importações na comparação trimestral, ao passo que as exportações tiveram alta de +4,18% no período.

Já no país, o comércio exterior do país teve crescimento de +2,31% em relação ao trimestre anterior, com alta de +4,84% nas exportações e recuo de -1,45% nas importações. 

A China e os EUA foram os principais destinos das exportações capixabas, sendo também os principais destinos.

Inflação no ES

A inflação no Espírito Santo, assim como à nível nacional, reverteu a trajetória de queda dos dois primeiros trimestres, sendo puxada pelo grupo de alimentação, bebidas e transportes. O IPCA acumulou alta de +1,0% em relação ao trimestre anterior na Região Metropolitana de Vitória (RMGV) e de +1,3% no Brasil. Mas no acumulado em quatro trimestres a inflação ainda se mantém abaixo do centro da meta de 4%.

Também houve um aumento do índice de difusão, que informa o percentual de produtos com variação positiva, que saltou de 49,8% para 57,5% na comparação entre terceiro e segundo trimestres de 2020.

Destaques de aumento de preço foram: tomate (+108,4%), óleo de soja (+55,3%), arroz (+39,9%), manga (+38,6%), limão (+34,4%), maçã (+31,9%) e leite (+31,0%).

Mercado de trabalho no ES

A taxa de desocupação no estado subiu 3,3 pontos percentuais, para 13,9% de desocupados. O número de requerentes do seguro-desemprego, porém, foi de 30.626, uma queda de -10,2% na comparação anual e de -31,5% em relação ao trimestre anterior. Enquanto isso, a taxa no Brasil está em 14,6% no mesmo período.

Ainda houve retração no número de ocupados (-8,1%), que passou de 1.930 pessoas no terceiro trimestre de 2019 para 1.774 pessoas no terceiro trimestre de 2020. Este resultado mostra uma redução do número de empregados no setor privado sem carteira (-30,7%) e com carteira (-8,0%).

Além disso, os números de trabalhadores domésticos com carteira (-35,3%) e de conta-própria sem CNPJ (-8,8%) também diminuíram no Espírito Santo durante o terceiro trimestre.

As áreas mais afetadas foram a construção, alojamento e alimentação, comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas e serviços domésticos. Já o rendimento médio real por trabalhador foi estimado em R$ 2.154,00, praticamente estável em relação ao terceiro trimestre de 2019.

Índice de confiança

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) está acima da média histórica. Em setembro deste ano, ele apresentou média de 61,6 pontos para o Brasil. Já para o Espírito Santo, o indicador registrou 60,5 pontos em setembro e 53,1 pontos atualmente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *