Os próximos passos do Congresso

Próximos passos do Congresso

O mês de janeiro viu o mercado financeiro brasileiro descolar do mercado internacional. Enquanto lá fora os ativos valorizavam, aqui havia desvalorização, com o dólar e o risco pais voltando a subir. Um dos fatores por trás deste comportamento era a incerteza em relação à eleição no Congresso e seus próximos passos (para escolher os presidentes da Câmara e do Senado).

A eleição no primeiro dia de fevereiro reduziu esta incerteza, ao eleger para presidentes das duas casas do Congresso candidatos aliados do governo Bolsonaro. Assim, a semana no mercado financeiro brasileiro foi de valorização dos ativos e queda da volatilidade.

Por fim, a questão agora é saber quais os próximos passos na agenda legislativa. Quais reformas vão voltar a ser analisadas e votadas no Congresso?

O que deve acontecer agora?

O governo deve escolher os projetos pro-crescimento e coordenar sua base para que estas reformas tenham prioridade. Aqui, com certeza, deveriam estarem incluidas a PEC Emergencial (PEC 186 e 188) e a reforma administrativa.

A lista liberada pelo governo com suas prioridades na agenda legislativa foi um bom sinal, pois indicou para a sociedade e para o Congresso o desejo de continuar as reformas. Mas isso não é suficiente (além de ser muito extensa).

Sem controlar, cortar e racionalizar os gatos públicos, o risco fiscal estará sempre influenciando as expectativas. Levando ao aumento da volatilidade, queda de valor de mercado dos ativos domésticos e reduzindo os investimentos das empresas e famílias brasileiras.

Sem garantir a estabilidade macroeconômica, as reformas micro (gás, cabotagem, ferrovias, etc) terão menor capacidade de aumentar o investimento e acelerar a retomada do crescimento.

O governo tem mais um ano pela frente, antes das próximas eleições. Vamos ver se os próximos passos do Congresso serão dados para levar o país a um novo ciclo de crescimento (como em 2019), ou para proteger a ilha de privilégios do setor público (como em 2020).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *